sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O tempo e o quilômetro

"... quando me lembro de ter 4 anos e de estar a brincar no quintal, não sei onde terminam as imagens que os meus olhos de 4 anos viram e que permanecem até hoje comigo, ou onde terminam as imagens que inventei sempre que tentei lembrar-me desta tarde... ou quando era pequeno e me sentava ao lado do tempo..." 

[José Luís Peixoto]

" Corro o mais depressa que consigo, como se fugisse daquilo que mais me assusta, como se fosse possível fugir daquilo que levo no interior da minha pele e vai comigo para todos os lugares... corro... como se pudesse deixar-me prá trás... tão depressa que, num momento, me soltasse de mim e me deixasse a mim próprio prá trás, como se avançasse para fora do meu corpo e, através da velocidade, me purificasse... quilômetros e minutos... as pernas a tentarem destruir o mundo de uma maneira que os meus braços não eram capazes... " 

[José Luís Peixoto]

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails